Como Permanecer Cristão no Seminário

Como Permanecer Cristão no Seminário

Como Permanecer Cristão no Seminário

“E isto afirmo”. Eu amo quando Paulo diz isso em 2 Coríntios 9.6. Ele se certifica de que tem a nossa atenção e fala diretamente. Por trás da prosa articulada e dos floreios retóricos, eis aqui aonde ele pretende chegar – claro, simples e direto. “E isto afirmo: aquele que semeia pouco pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará”. Lindamente direto.

A mesma abordagem humilde ajuda quando enfrentamos o tema de como “permanecer cristão” no seminário. Há muitos (bons) conselhos a serem dados. Há muitas experiências a serem repetidas, advertências a serem dadas, recomendações a serem feitas e compromissos a serem enfatizados. Há verdades especiais a serem enfatizadas e questões práticas a serem exercitadas.

Mas, quando se resume tudo isso, qual é o ponto? Há algo que une todos os conselhos e recomendações? Quando você fala diretamente e retira todo floreio, o que está no centro da questão de permanecer cristão no seminário?

O ponto é este: seja um cristão no seminário. A chave para permanecer cristão no seminário, como em toda estação ou encruzilhada da vida, é ser um.

Talvez o maior perigo que um seminarista enfrente em cada geração seja a tentação de colocar “em espera” alguns aspectos do seu cristianismo enquanto ele passa por essa “fase de preparação para o ministério”.

Somos seduzidos a nos dar um salvo-conduto do cristianismo diário, enquanto nos preparamos para ser (ironicamente) um instrumento da graça diária na vida de outros.

Seja por causa do próprio Tentador, do pecado em nós ou apenas por ingenuidade, o seminarista pode começar a argumentar segundo estas linhas:

Eu não preciso de oração pessoal regular ou de dedicar-me à meditação bíblica; já estou mergulhado nessas coisas o tempo todo.

Eu não preciso de fato estar profundamente conectado a uma igreja local, onde possa ser ministrado e ministrar a outros; a minha comunidade do seminário já me basta. Além do mais, esta é uma condição temporária – não há razão para fincar raízes aqui.

Eu não preciso exercer meu papel de homem no lar enquanto estou estudando; minha esposa pode segurar as pontas temporariamente e ser o arrimo do lar enquanto eu estudo.

E, assim, o seminarista começa sua corrida ladeira abaixo. Ele pensa que, de algum modo, o cristianismo da vida real irá deslanchar quando a sua vida real começar do outro lado da graduação.

Ele sutilmente põe “em espera” a sua busca pessoal pela graça contínua de Deus e sua caminhada na fé em Jesus e no seu evangelho, a fim de poder melhor se preparar para introduzir outros na mesma vida cristã normal que ele tão estrategicamente negligenciou.

Talvez seja útil ouvir que o seminário é a vida real. Toda a vida, do berço à cova, é vida real na economia de Deus. Para o cristão, não há interlúdios nem pausas nem “estações” nas quais as coisas mais importantes ficam em espera, enquanto nos preparamos para a próxima fase.

Não há um chamado cristão para ser negligente em colocar a sua própria máscara de oxigênio enquanto você treina para ajudar outros com as deles. Você apenas se sufocará no processo.

Artigo Completo

Leia o artigo “Como Permanecer Cristão no Seminário” e veja o desenvolvimento completo do texto. Ver Artigo Completo

Como Permanecer Cristão no Seminário

Baixe o eBook Gratuito "Crer é Também Pensar".

John Robert Walmsley Stott,  foi um pastor e teólogo anglicano britânico, conhecido como um dos grandes nomes mundiais evangélicos.

Thiago Aguiar

Thiago Aguiar, Casado com Juliana Aguiar, Cristão, Salvo por Jesus Cristo, Ministro do Evangelho, Bacharel em Teologia, Técnico em Segurança do Trabalho, Empreendedor Digital, Blogueiro, Serve na Igreja Missão Evangélica Pentecostal do Brasil, em Natal/RN.

Website: https://thiagoaguiar.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *