Um Roteiro para Reformar uma Igreja

O trabalho de reforma da igreja pode parecer um pouco com estar no meio de uma floresta. Para onde eu vou agora? Onde é mesmo que eu começo? O que você faz primeiro? O que você deve ignorar? Qual é o alvo que eu devo me esforçar para alcançar?

Um roteiro para a reformar uma igreja

Com certeza, cada situação será diferente, mas eu penso também que há um padrão geral que estabelece uma boa trajetória para caras que estão tentando liderar uma igreja no processo de reforma. Aqui está um pequeno roteiro que pode ajudá-lo a não se perder enquanto caminha.

1. Pregue a Palavra.

Primeiro, pregue a Palavra. Isso não é apenas o primeiro passo, é o ar que você respira. Em todo tempo, e enquanto o Senhor lhe der fôlego, pregue a Palavra. É a Palavra de Deus que dá vida e é a Palavra de Deus que o Espírito Santo usa para moldar uma igreja à imagem de Jesus. Se você não fizer isso – fielmente, acuradamente e bem –, reformar a igreja não valerá de nada.
Ao mesmo tempo, uma parte importante de reformar uma igreja é constantemente ensinar a sua congregação acerca dos fundamentos bíblicos daquilo que você está fazendo. A cada passo ao longo do caminho, você precisará ensiná-los – sobre membresia, sobre presbíteros, sobre diáconos, sobre congregacionalismo e até mesmo sobre o significado da própria igreja. O elemento do ensino, na reforma, nunca está acabado. De fato, ele limpa o caminho para tudo o mais.

2. Aprenda sobre o governo da igreja.

Segundo, aprenda sobre o governo da sua igreja. Se você vai reformar uma igreja, em vez de começá-la do zero, você precisa conhecer o seu governo. Você precisa saber como mudar as coisas. O que você precisa saber para mudar as regras? Para eleger líderes? Para receber ou excluir membros? Como tudo isso funciona? Você, como o pastor reformador, precisa conhecer as regras existentes melhor do que qualquer outro na igreja. Se não fizer isso – se você simplesmente tentar passar por cima das coisas –, você criará grandes problemas para si mesmo, porque as pessoas se sentirão traídas. Geralmente é mais fácil engolir a derrota quando se sente que ela aconteceu de maneira honesta. Quer criar uma rebelião contra si mesmo? Ignore as regras.

3. Conheça os vigias.

Terceiro, conheça os vigias. Toda igreja tem “pontos de pressão” de autoridade, pessoas que estão em posições chaves de liderança, sejam formais ou informais. Em uma situação que precisa de reforma, um bom número desses vigias – por definição – será problemático. De outra sorte a igreja teria reformado a si mesma antes de você chegar lá.
Para reformar uma igreja, então, conheça essas pessoas. Dedique tempo a elas, antes de ofendê-las, e descubra o valor delas, como elas se comunicam e como elas podem ser persuadidas. É útil saber quais dessas pessoas podem influenciar outras dentre elas e onde essas pessoas serão úteis a você em diferentes pontos da reforma. Se o principal dos diáconos gosta da ideia de presbíteros, mas odeia a ideia de membresia significativa, confie nele ao estabelecer presbíteros, mas não conte com ele quando estiver lidando com membresia.

[box type=”shadow” ] ARTIGO COMPLETO – Veja o desenvolvimento completo do texto lendo o artigo completo:Clique aqui para ler o artigo completo[/box]

reformar

Baixe o eBook Gratuito "Crer é Também Pensar".

John Robert Walmsley Stott,  foi um pastor e teólogo anglicano britânico, conhecido como um dos grandes nomes mundiais evangélicos.

Thiago Aguiar

Thiago Aguiar, Casado com Juliana Aguiar, Cristão, Salvo por Jesus Cristo, Ministro do Evangelho, Bacharel em Teologia, Técnico em Segurança do Trabalho, Empreendedor Digital, Blogueiro, Serve na Igreja Missão Evangélica Pentecostal do Brasil, em Natal/RN.

Website: https://thiagoaguiar.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *